Constituiçao Brasileira

In: Historical Events

Submitted By nicolenovac
Words 765
Pages 4
Logo que entrou em vigor, recebeu o título de Constituição Cidadã, assim chamada pelo presidente da Assembleia Nacional Constituinte, Ulysses Guimarães, devido aos princípios democráticos, à garantia dos direitos fundamentais e às normas voltadas para a área social.
Entre as novidades da Carta Magna estava a criação do Superior Tribunal de Justiça.
A constituição representou um avanço marcante para a atual conjuntura do pais, na medida em que reestituiu o regime democrático e de direito
A Constituinte garantiu a participação popular por meio da concessão de audiência pública e a apresentação de emendas ao projeto de Constituição, desde que houvesse o apoio de 30 mil eleitores e o respaldo de três entidades. Organizações civis, câmaras de vereadores, assembleias legislativas e tribunais também podiam enviar sugestões.
O grupo auto-intitulado Centrão (insatisfeitos com a abertura popular)
Foram aprovados o pagamento de hora extra, férias remuneradas, igualdade de direitos entre trabalhadores rurais e urbanos; proibição de discriminação contra portadores de deficiência; definição da jornada de trabalho em 44 horas; licença-maternidade de 120 dias; licença-paternidade, o direito de greve, o plenário aprovou o voto facultativo para jovens aos 16 anos (PS que p emenda que quer tornar o voto facultativo p todos, característica singular a constituição republicana do Brasil de 1888) A emenda estabeleceu ainda o voto facultativo para os analfabetos e maiores de 70 anos. Nas galerias, jovens comemoraram o resultado cantando o Hino Nacional. os constituintes aprovaram o mandato de 5 anos para José Sarney, marcando a primeira eleição direta para presidente após o regime militar para o dia 15 de novembro de 1989. A participação do governo federal foi decisiva para a aprovação, por meio da distribuição de cargos, verbas e concessões de rádio e TJosé Sarney fez duras…...

Similar Documents

Voce Precisa Aprender Mais

...SENADO FEDERAL SECRETARIA ESPECIAL DE EDITORAÇÃO E PUBLICAÇÕES SUBSECRETARIA DE EDIÇÕES TÉCNICAS CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Texto consolidado até a Emenda Constitucional nº 71 de 29 de novembro de 2012 Brasília - 2012 Sumário Preâmbulo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 Título I - Dos Princípios Fundamentais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5 Título II - Dos Direitos e Garantias Fundamentais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Capítulo I - Dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Capítulo II - Dos Direitos Sociais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Capítulo III - Da Nacionalidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Capítulo IV - Dos Direitos Políticos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Capítulo V - Dos Partidos Políticos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ...

Words: 68070 - Pages: 273

Estratégias Das Firmas Da Indústria de Transformação Brasileira

...MESTRADO DETERMINANTES DA INOVAÇÃO AMBIENTAL: UMA ANÁLISE DAS ESTRATÉGIAS DAS FIRMAS DA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO BRASILEIRA JULIA MELLO DE QUEIROZ RIO DE JANEIRO AGOSTO 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE ECONOMIA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DETERMINANTES DA INOVAÇÃO AMBIENTAL: UMA ANÁLISE DAS ESTRATÉGIAS DAS FIRMAS DA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO BRASILEIRA JULIA MELLO DE QUEIROZ ORIENTADOR: PROF. CARLOS EDUARDO FRICKMANN YOUNG RIO DE JANEIRO AGOSTO 2011 2   JULIA MELLO DE QUEIROZ DETERMINANTES DA INOVAÇÃO AMBIENTAL: UMA ANÁLISE DAS ESTRATÉGIAS DAS FIRMAS DA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO BRASILEIRA Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de PósGraduação em Economia, Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro como parte dos requisitos necessários à obtenção do titulo de MESTRE em Ciências Econômicas. BANCA EXAMINADORA: ________________________________________________________ Professor Dr. Carlos Eduardo Frickman Young – Orientador ________________________________________________________ Professor Dr. José Eduardo Cassiolato ________________________________________________________ Professora Dra. Maria Cecília J. Lustosa RIO DE JANEIRO AGOSTO 2011 3   DETERMINANTES DA INOVAÇÃO AMBIENTAL: UMA ANÁLISE DAS ESTRATÉGIAS DAS FIRMAS DA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO BRASILEIRA RESUMO: Diante da natureza dinâmica do papel da tecnologia sobre o meio ambiente, a dissertação analisa os......

Words: 39510 - Pages: 159

Mister

...Proclamação da República, tornou-se necessário reformular as instituições monárquicas, adaptando-as ao novo regime. Com efeito, na sequência da Revolução republicana, são extintas as Guardas Municipais, sendo, no imediato, criada uma Comissão para analisar a formação de uma nova guarda, a Guarda Nacional Republicana (GNR). No seguimento destas medidas, o regime republicano laureou os protagonistas da Revolução de 5 de Outubro, integrando-os na nova Guarda, não obstante, o Comando-geral permaneceu no Quartel do Carmo, ou seja, um Quartel da Guarda Municipal (força da Monarquia) converteu-se num Quartel republicano, cuja direcção cabia aos autores da Revolução. É, portanto, notória a fusão entre símbolos monárquicos e republicanos na constituição desta Guarda. Com efeito, a Guarda Nacional Republicana manteve a mesma missão e normas, bem como diversas características do uniforme (tecidos, cores principais, etc.), tendo mantido, ainda, grande parte dos oficiais e do efectivo geral da Guarda anterior (sobretudo no Porto, dado que na Capital se registam diversas alterações na composição do pessoal). O Regime Republicano vai, então, apostar na ampliação da área de acção da Guarda Nacional Republicana a todo o país, respondendo, deste modo, às necessidades do interior e aproximando as populações do interior da influência republicana, da qual estas se encontravam algo afastadas. Todavia, dada a grande instabilidade da Primeira República, a política de expansão territorial da......

Words: 1550 - Pages: 7

Crise Do Financiamento Do Estado Brasileiro

...estratégia colocou novamente o Estado à frente do projeto, avançando em áreas extremamente relevantes do Dep I, do setor industrial. O esforço industrializante do período, no entanto, sofreu um forte impacto negativo com a elevação das taxas de juros (1978) pelo FED, quando a inflação norteamericana já chegava à casa dos 10%a/a . O impacto dessa política, a qual Conceição Tavares denominou “Diplomacia do Dólar forte”, sobre as economias periféricas, em particular aquelas, como a brasileira, que haviam se endividado nos anos 70 foi catastrófico, pois o espetacular aumento das taxas de juros internacionais (1978) gerou uma crescente desestruturação produtiva e instabilidade macroeconômica, que se estendeu por toda a década de 1980. Seja pela dimensão de sua dívida externa, seja pelo grau de maturidade alcançado pelo seu projeto de desenvolvimento industrial, responsável por uma economia altamente internacionalizada nas suas relações produtivas e financeiras, pode-se afirmar com certeza que foi a economia brasileira a que sofreu o pior impacto entre as economias latino-americanas. A situação internacional que se abateu sobre o padrão de financiamento do Estado brasileiro através desse violento choque externo, derivado ainda da perversa combinação com o segundo choque de preços do petróleo (1979), tiveram impacto imediato na balança de pagamentos, aumentando exponencialmente os serviços da dívida externa contraída, em parte significativa, para o financiamento do II PND......

Words: 4888 - Pages: 20

Edital

...uma Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. 1.6. Integram o presente Edital, os seguintes Anexos: ANEXO I- Cronograma; ANEXO II- Cargo, vagas, qualificação mínima, carga horária, vencimentos e regiões para exercício; ANEXO III - Atribuições do Cargo; ANEXO IV- Quadro de Provas; ANEXO V - Conteúdos Programáticos; ANEXO VI - Distribuição Regional dos Municípios do Estado do Rio de Janeiro. 2. DOS REQUISITOS BÁSICOS PARA A INVESTIDURA NO CARGO 2.1. O candidato selecionado no Concurso Público de que trata este Edital será investido no cargo se atender às seguintes exigências, na data da posse: a) ter nacionalidade brasileira e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo Estatuto de Igualdade entre Brasileiros e Portugueses, na forma do disposto no artigo 12, § 1º, da Constituição Federal e Decreto federal nº 70.391, de 12.04.1972; b) gozar dos direitos políticos; c) estar quite com as obrigações eleitorais; d) estar quite com as obrigações do Serviço Militar (se candidato do sexo masculino); e) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos; f) ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, comprovada por junta médica de órgão oficial do Estado do Rio de Janeiro; g) ter concluído os cursos de ensino superior, com currículo igual ou superior a 04 (quatro) anos, em data anterior à publicação do edital de abertura do concurso no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro ou curso superior que possa ser......

Words: 12736 - Pages: 51

Simbolismo Na Literatura Europeia E Brasileira

...Simbolismo Na literatura européia: O Simbolismo constitui­se  na Europa, especialmente  na França e na Bélgica, nas últimas  duas  décadas  do  século  XIX,  como um movimento  literário em reação ao Naturalismo e  aos  excessos  do  Realismo.  Isto  porque  os  simbolistas  reivindicam  uma  expressão  que  privilegie  os  estados  da  alma  e  das  subjetividades  humanas,  contra  uma   lógica  materialista e científica até então fortemente realçada pelo Positivismo.  A  retomada  de  certas  idéias  do  Romantismo  explica  a  grande  fascinação  do  autor  por  esse tema, já  que  há nesta fase  uma  predileção  pelo sonho e pelas fantasias misturadas  ao gosto refinado.        Na literatura nacional: No  simbolismo,  um  autor  nacional  de  expressão  é Cruz  e  Souza.  São de  sua  autoria  as  obras  que  melhor representam  o  cenário político  e  social  brasileiro  desta  época.  Nestas  defende  as  causas  das  liberdades  civis.  Além  disso,  atribui­se  a  ele  o  início  desta  era  literária no Brasil, com a publicação, em 1893, de "Missal" (prosa) e "Broquéis" (poesia).  Outro  expoente desta  vertente literária  é Alphonsus de Guimaraens.  O amor, a  morte  e  a  religiosidade  são  seus  temas,  possivelmente  dadas  suas  experiências  particulares,  assinaladas   pela  morte  de  sua  noiva  Constança.  Publicou,  dentre  outras  obras,  "Dona  Mística" em 1899.        No cenário europeu: ......

Words: 371 - Pages: 2

Responsabilidade Civil Do Estado

...público prestado, relativo à segurança pública. O corte geográfico estará centrado na cidade do Rio de Janeiro, privilegiando o exame dos fatos correlacionados aos servidores públicos desta unidade federativa. Além disso, a análise ora em estudo prende-se, exclusivamente, aos casos em que a ofensa aos bens jurídicos protegidos pela lei penal brasileira (vida, integridade física, patrimônio, etc.), decorre do fenômeno alcunhado socialmente como “bala perdida”. O termo “bala perdida” vem sendo utilizado pela mídia nacional para designar a imprecisão da ofensa, tanto no que concerne à imputação do autor do disparo do projétil de arma de fogo, quanto da própria atividade desenvolvida por esses agentes públicos. Tal expressão tornou-se um axioma com um significado muito amplo, na medida em que revela uma gama de fatores sociais falhos, que atingem inúmeros brasileiros diariamente. Assim, indiretamente a investigação enfocará a omissão ou a incapacidade do Estado carioca em concretizar a segurança pública, deixando de cumprir o dever imposto pelo texto constitucional relativo à ordem, à paz e à tranqüilidade social (artigo 144, da Constituição Federal). Para tanto, a pesquisa terá como fonte as jurisprudências proferidas pelo Tribunal de Justiça fluminense, nos últimos dez anos, objetivando verificar a orientação aplicada e apontar a evolução do tratamento dado a essas modalidades de conflitos em que são partes o Estado e o particular. Ao mesmo passo, servirão de elementos......

Words: 29079 - Pages: 117

Companhia Brasileira de Distribuição

...COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO Análise Financeira Este relatório de análise financeira refere-se a empresa COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO, com base dos períodos de 2012 aa 2013. 1.Análise do Balanço: Pelos números divulgados no balanço podemos observar algumas principais variações do período de 2012 à 2013. Houve um aumento de 18,4% no caixa da empresa e uma diminuição nos valores a receber, isso mostra que a empresa conseguiu, durante o ano de 2012, vender mais à vista e receber mais de seus clientes. Ainda analisando o Ativo da empresa, percebemos que a empresa aumentou a proporção do Ativo Não Circulante, ou seja, a empresa imobilizou parte dos seus ativos ao longo do período. Já no Passivo houve um aumento no Passivo Circulante impulsionado pelo aumento da conta de Fornecedores e pela conta de Empréstimos e financiamentos. A conta de Fornecedores aumentou porque a empresa conseguiu negociar prazos maiores de pagamento e a conta de Empréstimos aumentou porque as obrigações de longo prazo passaram para o curto prazo, já que a conta de Empréstimos e financiamentos do Passivo Não Circulante teve uma grande diminuição. Por fim, podemos notar um aumento também na conta de Reservas de lucros da empresa, onde a empresa optou por imobilizar boa parte do lucro, possivelmente por precaução da empresa para o próximo ano. 2.Análise do DRE: Continuando a análise, agora na parte do DRE, podemos ver um aumento no custo da matéria prima, que sofreu um crescimento......

Words: 896 - Pages: 4

Hans

...Antigo, 1936, José Olympio, 2. ed., 1983, UnB; A Doutrina de Kant no Brasil, 1949, USP; Filosofia em São Paulo, 1962, Ed. Grijalbo; Horizontes do Direito e da História, 1956, 3. ed., 2000, Saraiva; Introdução e Notas aos “Cadernos de Filosofia” de Diogo Antônio Feijó, 1967, Ed. Grijalbo; Experiência e Cultura, 1977, Ed. Grijalbo; Estudos de Filosofia e Ciência do Direito, 1978, Saraiva; O Homem e seus Horizontes, 1980, 1. ed., Convívio, 2. ed., 1997, Topbooks; A Filosofia na Obra de Machado de Assis, 1982, Pioneira; Verdade e Conjetura, 1983, Nova Fronteira, 2. ed., 1996, Fundação Lusíada, Lisboa; Introdução à Filosofia, 1988, 3. ed., 1994, Saraiva; O Belo e outros Valores, 1989, Academia Brasileira de Letras; Estudos de Filosofia Brasileira, 1994, Inst. De Fil. Luso-Brasileira, Lisboa; Paradigmas de Cultura Contemporânea, 1996, Saraiva. OBRAS DE FILOSOFIA DO DIREITO Fundamento do Direito, 1940, Ed. Própria, 3. ed., 1998, Revista dos Tribunais; Filosofia do Direito, 1953, 19. ed., 1999, Saraiva; Teoria Tridimensional do Direito, 1968, 5. ed., 1994, Saraiva; O Direito com Experiência, 1968, 2. ed., 1992, Saraiva; Lições Preliminares de Direito, 1973, Bushatsky, 4./25. ed., 2000, Saraiva, uma ed. Portuguesa, Livr. Almedina, 1982; Estudos de Filosofia e Ciência do Direito, 1978, Saraiva; Direito Natural/Direito Positivo, 1984, Saraiva; Nova Fase do Direito Moderno, 2. ed., 1998, Saraiva; Fontes e Modelos do Direito, 1994, Saraiva. OBRAS DE POLÍTICA E TEORIA DO......

Words: 1831 - Pages: 8

Importância Do Setor de Construção Civil Na Economia Brasileira

...- CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO IMPORTÂNCIA DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL NA ECONOMIA BRASILEIRA I - HISTÓRICO DA CBIC A partir do ciclo de crescimento e desenvolvimento econômico do país, iniciado na década de 50, a construção civil ganhou importância e começou a se destacar como atividade industrial, conduzindo o setor à inevitável busca pela sua organização em torno de uma entidade nacional que o representasse, defendesse seus interesses e proporcionasse a sua participação ativa no desenvolvimento do Brasil. Foi, então, que surgiu a Câmara Brasileira da Indústria da Construção - CBIC, fundada no Rio de Janeiro em 20 de janeiro de 1957, por decisão dos Sindicatos da Indústria da Construção Civil do Rio de Janeiro, Recife, Belo Horizonte, Rio Grande do Sul, Joinville, Espírito Santo, Salvador, Paraná e São Paulo. Nesses 42 anos de existência, a CBIC se fortaleceu como entidade representativa de todas as atividades da Engenharia Nacional e, cada vez mais, aperfeiçoa o seu papel de ajudar a construir e projetar os objetivos e anseios do setor para a sociedade, participando de todos os eventos de relevância no cenário nacional e internacional. Atualmente, a Câmara conta com 110 entidades associadas, divididas em duas categorias de filiação: são 62 sócios fundadores, sendo 41 sindicatos e 21 associações, que, por sua vez, representam um universo de 9.222 outras entidades (entre empresas privadas e sindicatos); além das 48 empresas filiadas, que são......

Words: 1487 - Pages: 6

Economia Brasileira

...Baseado nos números do PIB para o segundo semestre de 2015 constata-se que nos últimos sete trimestres a economia encolheu em quatro deles e se manteve congelada em outros dois. Os níveis de investimento apontam uma contração trimestral de 12%. O Brasil passou por grandes mudanças durante os anos 90. A economia brasileira vinha apresentando constantes melhoras em seus indicadores ano após ano. As políticas fiscal e monetária adotadas no primeiro mandato do governo Lula trouxeram um nível de confiança e uma estabilidade econômica que o Brasil ainda não havia experimentado no período pós-democratização. As bem sucedidas políticas econômicas contribuíram para a redução da pobreza e da miséria em 50% entre 2003 e 2008. Os investimentos aumentaram 25%, passando de 15% para 19,1% do PIB. O poder de compra do salário mínimo chegou ao segundo maior valor da história do Real (o maior havia sido alcançado em agosto de 1998). A inflação se manteve em patamares confortáveis para os níveis históricos do Brasil. Tudo isso foi possibilitado por uma política monetária previsível, transparente e relativamente austera, conduzida por uma equipe conceituada, habilidosa e que atuava de forma independente. Como consequência deste regime monetário, o Real se apreciou perante o dólar e perante todas as principais moedas do mundo, o que garantiu um crescente padrão de vida para os brasileiros. Em abril de 2008, o país ganhou o grau de investimento (investment grade) pela agência de classificação......

Words: 1537 - Pages: 7

Oliveira Hilton

...Oliveira, Hilton Meliande de - UERJ A nação brasileira e sua construção política nos anos de 1826 a 1831 Ao pensar sobre a construção política de nação brasileira, enfoco dois marcos que vejo como primordiais. O primeiro, refere-se a Primeira Assembléia Geral do Brasil, em 1826, que uniu as câmaras dos deputados e dos senadores, visando a discussão e formulação das leis e regras que demarcassem o Estado nacional brasileiro e seus representantes, com o intuito de organizar propostas que reestruturassem politicamente o Brasil, enquanto uma nação autônoma. O segundo ponto fundamental e balizador dessa discussão estrutura-se com a abdicação de Pedro I, em 1831, fato que, em conjunto aos movimentos antilusitanos, concentra-se no bojo das discussões que norteiam as características que deveriam, a partir daquele momento, serem aceitas e englobadas pela sociedade como aspectos nacionais. Assim, o ano 1826 desponta como fator essencial para a compreensão da construção política da nação brasileira, no entanto, deve-se fazer uma breve análise dos acontecimentos políticos que levaram à abertura da câmara de 1826. Nesse sentido, torna-se essencial destacar a importância da Assembléia Constituinte de 1823, que se constituiu como elemento delimitador do complexo político brasileiro, após o processo de independência, em que a discussão sobre a soberania e sua amplitude despontam no interior do cenário nacional.[1] Essa discussão acabou por acarretar na própria demonstração de......

Words: 3742 - Pages: 15

Fontes Tcc

...PARA CITAÇÕES NOTAS DE RODAPÉ OUTROS RECURSOS USADOS NA APRESENTAÇÃO DE CITAÇÕES REFERÊNCIAS FORMAS DE ENTRADAS DAS REFERÊNCIAS FORMAS DE INDICAÇÃO DOS DEMAIS ELEMENTOS DAS REFERÊNCIAS MODELOS DE REFERÊNCIAS FERRAMENTAS PARA PADRONIZAÇÃO DE TRABALHOS 47 47 53 53 1 INTRODUÇÃO Este Manual tem por objetivo auxiliar os alunos no processo de desenvolvimento de trabalhos acadêmicos, em especial, aqueles que necessitam elaborar trabalhos de conclusão de curso em nível de graduação e pós-graduação. Visa colaborar, também, com os professores e orientadores na tarefa de estabelecer o padrão de apresentação de trabalhos. As recomendações para padronização dos trabalhos são baseadas no conjunto de normas de documentação e informação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e das diversas publicações de metodologia científica disponíveis no acervo do Sistema de Bibliotecas da Unifacs. O Manual está dividido em partes independentes que se complementam. O Capítulo 2 apresenta um roteiro das etapas necessárias à elaboração do projeto de pesquisa. O Capítulo 3 contêm orientações sobre as ferramentas e recursos de busca disponíveis na Internet para identificar fontes de informação necessárias à fundamentação teórica da pesquisa. Nos Capítulos 4, 5 e 6 são apresentadas de forma detalhada as regras previstas pelas normas da ABNT referentes à estruturação e apresentação gráfica de trabalhos acadêmicos, orientações e modelos para padronização de citações de referências. No capítulo 7 são......

Words: 17408 - Pages: 70

Fdfnngdngkj

...PARA CITAÇÕES NOTAS DE RODAPÉ OUTROS RECURSOS USADOS NA APRESENTAÇÃO DE CITAÇÕES REFERÊNCIAS FORMAS DE ENTRADAS DAS REFERÊNCIAS FORMAS DE INDICAÇÃO DOS DEMAIS ELEMENTOS DAS REFERÊNCIAS MODELOS DE REFERÊNCIAS FERRAMENTAS PARA PADRONIZAÇÃO DE TRABALHOS 47 47 53 53 1 INTRODUÇÃO Este Manual tem por objetivo auxiliar os alunos no processo de desenvolvimento de trabalhos acadêmicos, em especial, aqueles que necessitam elaborar trabalhos de conclusão de curso em nível de graduação e pós-graduação. Visa colaborar, também, com os professores e orientadores na tarefa de estabelecer o padrão de apresentação de trabalhos. As recomendações para padronização dos trabalhos são baseadas no conjunto de normas de documentação e informação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e das diversas publicações de metodologia científica disponíveis no acervo do Sistema de Bibliotecas da Unifacs. O Manual está dividido em partes independentes que se complementam. O Capítulo 2 apresenta um roteiro das etapas necessárias à elaboração do projeto de pesquisa. O Capítulo 3 contêm orientações sobre as ferramentas e recursos de busca disponíveis na Internet para identificar fontes de informação necessárias à fundamentação teórica da pesquisa. Nos Capítulos 4, 5 e 6 são apresentadas de forma detalhada as regras previstas pelas normas da ABNT referentes à estruturação e apresentação gráfica de trabalhos acadêmicos, orientações e modelos para padronização de citações de referências. No capítulo 7 são......

Words: 17408 - Pages: 70

Comunidade de Segurança Brasileira

...percepção de ameaças de conflitos interestatais pode ser considerada menor do que em outros pontos do planeta, o Brasil tem condições de, usando as ferramentas certas, concentrar seus esforços no desenvolvimento nacional e na solução de seus problemas internos e, utilizando da cooperação e da confiança mútua, conseguir projeção regional e global. Para isso, o conceito de “security community”, de Karl W. Deutsch, vem sendo utilizado pelo nível político brasileiro como a resposta às aspirações brasileiras em termos de relações exteriores e assuntos de defesa. Nesse trabalho, conheceremos mais a fundo o conceito supracitado, suas principais características analisadas de uma perspectiva construtivista de relações internacionais, seus tipos, pressupostos e dinâmica de estabelecimento, bem como tentaremos identificar, no entorno brasileiro, quais as possibilidades para aplicação, os desafios impostos e os possíveis caminhos a serem seguidos na busca pelo estabelecimento de uma “Comunidade de Segurança Brasileira”. Palavras-chave: Brasil, cooperação regional, construtivismo, Comunidade de Segurança. LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS ABACC – Agência Brasileiro-Argentina de Contabilidade e Controle de Materiais Nucleares. ABC – Argentina-Brasil-Chile. AFRICOM – African Command. AMIA – Asociación de Mutuales Israelitas Argentinas. BRICS – Brasil-Rússia-Índia-China-África do Sul. CDEAO – Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental. CDS –......

Words: 13294 - Pages: 54