Inovação Enfatizada No Planejamento Estratégico de Ti

In: Computers and Technology

Submitted By gscaramello
Words 19202
Pages 77
TIAGO VINÍCIUS PAIVA DO CARMO

INOVAÇÃO ENFATIZADA NO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI: ESTUDO DE CASO EM UMA ORGANIZAÇÃO BASEADA EM TI

Monografia de graduação apresentada ao Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Lavras como parte das exigências do curso de Ciência da Computação para obtenção do título de Bacharel em Ciência da Computação.

LAVRAS MINAS GERAIS - BRASIL 2008

TIAGO VINÍCIUS PAIVA DO CARMO

INOVAÇÃO ENFATIZADA NO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI: ESTUDO DE CASO EM UMA ORGANIZAÇÃO BASEADA EM TI

Monografia de graduação apresentada ao Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Lavras como parte das exigências do curso de Ciência da Computação para obtenção do título de Bacharel em Ciência da Computação.

Áreas de Concentração: Sistemas de informação, Administração de Empresas Orientador: Prof.º Paulo Henrique S. Bermejo, M. Eng.

LAVRAS MINAS GERAIS - BRASIL 2008

Ficha Catalográfica preparada pela Divisão de Processos Técnico da Biblioteca Central da UFLA Carmo, Tiago Vinícius Paiva do Inovação enfatizada no planejamento estratégico de tecnologia da informação: estudo de caso em uma organização baseada intensamente em tecnologia/ Tiago Vinícius Paiva do Carmo. Lavras – Minas Gerais, 2008.
Monografia de Graduação – Universidade Federal de Lavras. Departamento de Ciência da Computação. 1. Inovação. 2. Tecnologia da Informação. I. CARMO, T. V. P. II. Universidade Federal de Lavras. III. Título

TIAGO VINÍCIUS PAIVA DO CARMO

INOVAÇÃO ENFATIZADA NO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI: ESTUDO DE CASO EM UMA ORGANIZAÇÃO BASEADA EM TI

Monografia de graduação apresentada ao Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Lavras como parte das exigências do curso de Ciência da Computação para obtenção do título de Bacharel em Ciência da Computação.

Aprovada em 16/06/2008…...

Similar Documents

La Nueva Era de Las Ti

...La nueva era de las tecnologías de la empresa. Se esta experimentado un cambio de gran magnitud en la tecnología de información, hasta ahora las empresas eran un activo de la empresa (software, hardware y componentes) a ser un servicio a través de las cuales las empresas contratan servicios de TI, un cambio similar se produjo a inicios del siglo XX con la electricidad, al inicio las fabricas poseían sus propios generadores para la obtención de la energía para hacer funcionar las maquinas ya que las empresas eléctricas no podría proporcionar energía a larga distancia o se producían cortes del suministro, pero un precursor Samuel Insull creo apoyado por la tecnología existente un modelo para el suministro energético, el cual las su empresa eléctrica podría generar grandes cantidades de energía sin cortes y suministrarla a larga distancia, una de las ventajas de este modelo es que funcionaba con la tecnología existente en las empresas denominada tecnología heredada, las empresas que poseían sus propios generadores de energía, rápidamente cambiaron a este sistema ya que los costes eran inferiores debido a que el coste de infraestructura y coste de personal al mantener los generadores propios era mucho mayor, la electricidad se convirtió en una utility, evidentemente nos encontramos en los primeros pasos de que a mi forma de ver será la computing utility, la mayoría de empresas poseen sus propios centro de datos, ordenadores y software, independientemente que no se explota......

Words: 504 - Pages: 3

Case de Inovaçao

...Manual de Oslo Proposta de Diretrizes para Coleta e Interpretação de Dados sobre Inovação Tecnológica  Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro de Estado da Ciência e Tecnologia Eduardo Campos Secretário Executivo Luis Manuel Rebelo Fernandes Presidente da FINEP Sergio Machado Rezende Diretores Antônio Cândido Daguer Moreira Michel Chebel Labaki Odilon Antônio Marcuzzo do Canto Coordenação editorial: Palmira Moriconi Tradução: Paulo Garchet Revisão técnica: Worldmagic Revisão ortográfica: Léa Maria Cardoso Alves Projeto gráfico e editoração: Fernando Leite Ilustração da capa: acervo do Arquivo Nacional  Mensuração das Atividades Científicas e Tecnológicas Manual de Oslo Proposta de Diretrizes para Coleta e Interpretação de Dados sobre Inovação Tecnológica Organização para Cooperação Econômica e Desenvolvimento Departamento Estatístico da Comunidade Européia Financiadora de Estudos e Projetos  Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico Em conformidade com o Artigo 1o da Convenção firmada em Paris em 14 de dezembro de 1960, que entrou em vigor em 30 de setembro de 1961, a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) promoverá políticas que busquem: — alcançar o mais alto nível de desenvolvimento econômico sustentável e de emprego e um padrão de vida progressivamente melhor nos países membros, mantendo ao mesmo tempo a estabilidade financeira e contribuindo, por......

Words: 43333 - Pages: 174

Metodo Servqual: Um Estudo de Satisfação Em Uma Escola de Idiomas

...LEADERS 3 objetivos do gerenciamento de Portfólio: 1) Maximizar o valor de portfolio: alocação de recursos (artigo 1) 2) Aprimorar o mix de produtos: balanço (artigo 1) 3) Conexão entre o portfólio e a estratégia corporativa (artigo 2) Gerenciamento de portfolio consiste em um processo decisório dinâmico. A lista de produtos da empresa deve ser constantemente atualizada e revisada. Deve-se preocupar com a avaliação, seleção e prioridade dos produtos. São atividades do gerenciamento: aceleração, finalização, interrupção e “go/kill decisions” É baseado em decisões e eventos futuros. Deve lidar com incertezas e informações não confiáveis. Mix de produtos: processos/projetos competem entre si por recursos, que podem ser limitados. Problemas no gerenciamento de portfólio: * Baixa quantidade de produtos * Relacionar negócios/estratégia com gastos em R&D * Dificuldades em tomar decisões go/kill * Necessidade de funil, não de túnel * Recursos escassos * Falta de foco OBJETIVO 1: MAXIMIZAÇÃO DO VALOR DE PORTFÓLIO Métodos utilizados: Expected Commercial Value (ECV) Diagrama de árvore Desenvolvimento > Lançamento > Fim São avaliados os sucessos técnicos e comercial Embora ECV priorize a parte financeira, também considera a parte estratégica dos projetos. Restrição do ECV: depende muito das finanças e de dados quantitativos. Há dados impossíveis de estimar no inicio de um projeto. Também não considera......

Words: 2183 - Pages: 9

Analyse Comparative de L'Utilisation Des Ti Entre Expedia Et Groupe Voyage Québec

...------------------------------------------------- ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- LES SYSTÈMES D’INFORMATION ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- SIO-6009 Z3 ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- Analyse comparative de l’utilisation des systèmes et technologies de l’information dans deux entreprises ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- KEVEN DESCHÊNES ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- CAROLLE DJIMA ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- ------------------------------------------------- HUGUES FIOLA ------------------------------------------------- 904 166......

Words: 11133 - Pages: 45

Sistema de Gestao Ambiental

...Sistema de Gestão Ambiental – Programa Carbono Neutro - Natura Cosméticos S/A - RESUMO: A Natura é uma marca de origem brasileira presente em sete países da América Latina. No Brasil, a empresa é líder do mercado de cosméticos, fragrâncias, higiene pessoal e no setor de vendas diretas. Em seu comportamento empresarial, a Natura busca, alinhada com o modelo do Triple Botton Line, criar valor para a sociedade como um todo, gerando resultados integrados nas dimensões econômica, social e ambiental. Nesse sentido, dentro de sua política de desenvolvimento sustentável, a Natura lançou em 2007 o projeto Carbono Neutro – apresentado no presente trabalho – que objetiva reduzir as emissões de Gases do Efeito Estufa (GEEs) e neutralizar o que não pode ser reduzido, por meio de projetos de compensação ambiental. 1. Introdução A responsabilidade sócio-ambiental hoje é tratada por muitas empresas como um fator estratégico para o negócio e esta tem influenciado o desempenho econômico das organizações. Essa afirmação pode ser evidenciada pelo fato de que o Triple Bottom Line é a principal ferramenta do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da Bolsa de Valores de São Paulo. Nessa conjuntura, pode-se constatar que as questões sócio-ambientais estão intimamente relacionadas a questões de competitividade empresarial e imagem frente aos stakeholders. Frente a esta nova realidade de mercado e em consonância com seu compromisso com o desenvolvimento sustentável, a......

Words: 4663 - Pages: 19

Invasión de Privacidad Y Abuso de Ti

...“Invasión de privacidad y abuso de las tecnologías de información hacia los consumidores.” Actualmente nos encontramos con una problemática de privacidad en cuanto al uso de las nuevas tecnologías de información. Tal es el caso que enfrenta la empresa llamada “Google” con su extensión “Google Mapas”, ya que fotografía calles y privadas específicas para mejorar su ubicación en la red. Además, las empresas móviles como “Verizon”, “Telcel”, “AT&T”, “T-Mobile” enfrentan un problema similar al tener una función de monitorear las llamadas telefónicas de los clientes, solamente por el mero propósito de mejorar el servicio de la conectividad y comunicación entre empresas. No sabemos exactamente si las acciones de las empresas son solo excusas para disparar los precios de los servicios, que provocan un efecto negativo a los consumidores no solamente en su privacidad, sino también en su economía. Ciertamente necesitamos analizar la ética de las empresas y encontrar las intenciones detrás de las palabras, lo que nos lleva a un dilema ético, ya que por una parte se invade la privacidad del consumidor al mantener registrada su actividad y fotografiada su área, hay registros acerca del mal uso de la información privada de los usuarios. Pero, del lado de las compañías podemos identificar un área de oportunidad con la que se pueden optimizar los servicios para el consumidor, debido a que hay registros del mal uso de dicha información ¿Qué será lo correcto? ¿Acaso las empresas violan la......

Words: 1283 - Pages: 6

Visão, Missão E Objectivos Estratégicos

...INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO DE COIMBRA VISÃO, MISSÃO E OBJECTIVOS ESTRATÉGICOS Mestrado em Controlo de Gestão 2009/2010 Nanja Kroon, nº 11046 Fevereiro 2010 Visão, Missão e Objectivos Estratégicos RESUMO Na base de qualquer estratégia está o pensamento, uma visão. Para que esta primeira visão seja útil à empresa, deve ser transposta para algo mais substancial, mais específico, a que podemos chamar a missão. Esmiuçando ainda um pouco mais, devemos chegar aos objectivos da empresa. Estes três conceitos estão por conseguinte intimamente ligados e têm uma importância fulcral na definição da estratégia de qualquer organização, formando a sua base. Surgiu-nos, no entanto, a suspeita que muitas empresas não sintam a importância dos referidos conceitos, seja por falta de aplicação prática ou por simples desconhecimento. Pretende-se, por isso, com este ensaio destacar a utilidade do tema e fornecer uma base de trabalho aos gestores de topo que necessitam de formular, renovar e adaptar a estratégia das suas empresas. A forma encontrada para conseguir tal feito passa pela definição dos conceitos, tentando encontrar ferramentas de apoio, utilizando variados exemplos ilustrativos. Esperamos que desta forma qualquer organização conseguirá um ponto de partida para a formulação da sua estratégia. 2 Visão, Missão e Objectivos Estratégicos INDICE INTRODUÇÃO ................................................

Words: 3725 - Pages: 15

Gobernabilidad Ti

...GOBERNABILIDAD TI La lectura invita a la reflexión a los entes responsables de la dirección, ejecución y control de las empresas sobre la vital importancia de tecnología de la información para el logro de los objetivos estratégicos, la rápida adaptación a los cambios, la adecuada gestión de los riesgos y sobre todo el poder aprovechar las oportunidades con el máximo de beneficios. Por tanto es de alta prioridad que las empresas comprendan los riesgos y aprovechen los beneficios de TI procurando la alineación estratégica de TI con el negocio, la efectiva difusión de estrategias y metas en todos los niveles de la empresa, ejerciendo un constante control y medición del desempeño. El compromiso de directivos y ejecutivos es necesario para un adecuado manejo de TI a fin de asegurar el cumplimiento de los objetivos y las estrategias de forma integral en toda la organización debido a su impacto transversal, considerando además la gestión adecuada de riesgos y verificando el uso responsable de los recursos. La TI debe proporcionar toda la información que sea requerida para atender las necesidades de transparencia, que brinden una identificación temprana de los riesgos y permitan una oportuna toma de decisiones para mitigarlos, integrándose de este modo en la cadena de valor de la empresa, convirtiéndose en un elemento esencial para su crecimiento, a través de la explotación de sus beneficios potenciales. Finalmente proporcionan una dirección efectiva y controles adecuados......

Words: 528 - Pages: 3

Politique de Sécurité Mobile Ti

...Gosselin | 111 061 640 | Faculté des Sciences de l’administration | Politique sur l’usage des technologies mobiles de l’Industrielle Alliance (IA). 1.0 Raison d’être La raison d’être de cette politique est de mettre en place des procédures de contrôle du matériel informatique mobile, des restrictions d’utilisation à des fins de sécurité et des protocoles d’accès sécurisés au matériel de stockage amovible contenant des informations confidentielles de l’IA. 2.0 Portée La portée de cette politique englobe l’utilisation de tout matériel informatique mobile utilisant, contenant ou pouvant contenir des informations sensibles appartenant à l’IA. À prendre en compte que cette politique s’applique strictement sur l’utilisation du matériel, les précautions et mesures à adopter par les courtiers, sans toutefois représenter pour autant une politique sur la propriété matérielle de l’IA. Le terme « employé » peut être utilisé afin de désigner les « courtiers » de l’IA à travers la politique. Politique 3.1 Contrôle Tout le matériel mobile devant accéder au système d’informations de l’IA doit être muni d’un pare-feu à identification unique pour chaque courtier affilié à l’IA. La combinaison d’un numéro d’employé unique et d’un mot de passe unique est donc obligatoire sur n’importe quel appareil mobile, appartenant à l’IA ou non, afin d’avoir accès à quelconque information sur les serveurs de l’IA. Le matériel informatique mobile inclut les......

Words: 857 - Pages: 4

Rol de Ti En Las Organización

...Rol de Tecnologí a de la Información en las Organizaciones Propuesta: Ing. Ariel Gulisano Autor: Cynthia Aryauan EL MODELO En la Figura 1 se presenta el Modelo Conceptual de TI que permitirá analizar ese rol de las TIC’s introducido en el párrafo anterior. Se presenta como un modelo de capas donde cada capa representa un conjunto de elementos con funciones y objetivos propios orientados a dar soporte a las capas superiores. El énfasis del modelo está en la manera en que se corresponden el nivel estratégico de la organización con el soporte tecnológico en el proceso de toma de decisiones. Una de las características comunes a todas las organizaciones del siglo XXI es la inclusión de tecnologías de la información como herramienta de soporte a las actividades cotidianas. Décadas atrás el uso de estas tecnologías sólo era posible en organizaciones medias o grandes y muy pocas pequeñas arriesgaban capital en las TIC’s (Tecnologías de la Información y las Telecomunicaciones). Pero aún hoy, siendo una herramienta conocida y utilizada masivamente, no es sencillo integrar una idea completa de cuál es el rol que cumplen y cómo se vinculan con los demás componentes de una organización. Este artículo intenta explicar las relaciones que vinculan a los diferentes componentes organizacionales y las tecnologías de la información a través de un modelo que conceptualiza e integra a la organización y la tecnología de la información bajo una misma mirada. El propósito del Modelo Conceptual...

Words: 3977 - Pages: 16

CaracteríSticas Gerais Do Sistema Nacional de InovaçãO

...UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO SÓCIO ECONOMICO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS CARACTERÍSTICAS GERAIS DO SISTEMA NACIONAL DE INOVAÇÃO BRASILEIRO: UMA COMPARAÇÃO COM RÚSSIA, ÍNDIA e CHINA (BRIC’s) Amanda Rosa de Paiva Florianópolis 2008 ii AMANDA ROSA DE PAIVA CARACTERÍSTICAS GERAIS DO SISTEMA NACIONAL DE INOVAÇÃO BRASILEIRO: UMA COMPARAÇÃO COM RÚSSIA, ÍNDIA e CHINA (BRIC’s) Monografia submetida ao curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Santa Catarina, como requisito obrigatório para a obtenção do grau de Bacharelado. Orientador: Prof. Renato Ramos Campos, Dr. FLORIANÓPOLIS, 2008 iii UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIENCIAS ECONOMICAS CARACTERÍSTICAS GERAIS DO SISTEMA NACIONAL DE INOVAÇÃO BRASILEIRO: UMA COMPARAÇÃO COM RÚSSIA, ÍNDIA e CHINA (BRIC’s) Monografia submetida ao Departamento de Ciências Econômicas para a obtenção de carga horária na disciplina CNM5420 – Monografia. Por: Amanda Rosa de Paiva Orientador: Prof. Renato Ramos Campos, Dr. Área de Pesquisa: Economia da Inovação Palavras Chaves: 1. Sistema Nacional de Inovação 2. Indicadores de Ciência, Tecnologia e Inovação 3. BRIC Florianópolis, junho de 2008 iv UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS ECONOMICAS A banca examinadora resolveu atribuir a nota............ à aluna Amanda Rosa de Paiva (Matrícula 0320602-5) na disciplina CNM5420 –......

Words: 21373 - Pages: 86

EstratéGia de ProduçãO Em IndúStria de Biscoitos

...XXXIII ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUCAO A Gestão dos Processos de Produção e as Parcerias Globais para o Desenvolvimento Sustentável dos Sistemas Produtivos Salvador, BA, Brasil, 08 a 11 de outubro de 2013. ESTRATÉGIA DE PRODUÇÃO EM INDÚSTRIA DE BISCOITOS: EVIDÊNCIAS SOBRE CRITÉRIOS COMPETITIVOS E AÇÕES ESTRATÉGICAS DA PRODUÇÃO Milene Felix de Almeida (UFPB ) milenefelix2004@yahoo.com.br Larissa Nayara Almeida Gouveia (UFPB ) larissagouveia1@hotmail.com O setor alimentício é um dos setores que mais sofre com o dinamismo do mercado, requerendo a adoção de estratégias que auxiliem na tomada de decisões, as quais deverão orientar ações para o melhor desempenho da gestão da produção. Assim senndo, o presente trabalho tem como objetivo principal Identificar as Estratégias de Produção da Indústria Alimentícia 3 de Maio, buscando evidenciar a relação entre aspectos da Gestão da Produção, critérios competitivos e as ações estratégicas. A pesquisa se caracteriza como sendo descritiva, bibliográfica e de campo, de modo que coleta de dados foi realizada através da utilização de três instrumentos, a aplicação de questionário, da realização de entrevista e da utilização de um protocolo resumido. Os participantes da pesquisa foram o gestor, chefe de produção, supervisores e auxiliares da produção, os quais participaram em diferentes momentos da pesquisa. As informações levantadas foram organizadas na seguinte ordem de análise: (a) caracterização......

Words: 4709 - Pages: 19

Capitulo I - Jogo de NegóCios - Fgv

...CAPÍTULO 01 – INTRODUÇÃO 1.1. JOGO DE NEGÓCIOS O Jogo de Negócios é um simulador de um cenário de empresas fabricantes de telefonia, objetivando a experiência dos participantes num mercado virtual onde é possível implantar estratégias, planos, políticas, programas e ações de modo a ampliar ou manter vantagens competitivas frente aos concorrentes. Neste cenário, os participantes são divididos em equipes, que responderão por uma das dez empresas e competirão entre si na produção e venda de telefones celulares, smartphones e tablets. O jogo possui dez rodadas, sendo duas rodadas testes e oito rodadas para competição. Cada período simulado, ou cada rodada, corresponde a um mês de funcionamento da empresa. Ao término de quatro rodadas (equivalente a um período de quatro meses) as equipes têm suas estratégias e gestão avaliadas. A análise do ambiente externo e interno auxiliará no sucesso ou fracasso da empresa. A cada rodada a equipe deve tomar decisões que envolvem todas as áreas funcionais da empresa: Financeiro; Marketing / Comercial; Produção e Logística; Recursos Humanos e Estratégia e Gestão. 1.2. Dinâmica e regras do jogo O FGV Business Simulation simula o mercado de telefonia constituído por dez empresas concorrentes com igual porte e dimensão. Essas empresas fazem a montagem e venda de produtos com tecnologia e preços de venda similares. As companhias são entregues às equipes formadas pelos participantes do jogo, sendo nossa equipe......

Words: 1171 - Pages: 5

Resumo InovaçãO

...(1990): A competitividade de um país depende da capacidade de sua indústria de inovar, de se manter atualizada e auferir ganhos contínuos de produtividade e qualidade. O conceito Esser: A competitividade envolve quatro níveis mais abrangentes de variáveis que afetam a capacidade competitiva das empresas e dos países, denominando-a competitividade sistêmica, a saber: Nível Micro: que considera a capacidade das empresas de aumentar as receitas; Nível Meso: que trata da competitividade industrial e regional relacionada à infraestrutura e à capacidade de formar redes e de realizar melhorias nos sistemas de inovação; Nível Macro: relacionado aos fatores macroeconômicos nacionais que afetam a competitividade das empresas, como taxa de juros e câmbio, balança comercial e de pagamentos e dívida pública; e Nível Meta: Relacionado a fatores culturais do país, como a capacidade que a sociedade tem de realizar consensos para conseguir alcançar os objetivos definidos conjuntamente. Além disso, considera-se importante também a interação entre os quatro níveis da competitividade. 2) Inovação por Schumpeter O autor chama empreendimento a introdução de uma inovação no sistema econômico e empresário ao que executa este ato. Ou seja, a função empresarial é característica do desenvolvimento, não existindo no fluxo circular, pois nele não há inovações. O empresário é definido por sua função no ambiente produtivo, e não pela posse do capital. Ao não dispor de capital, o......

Words: 405 - Pages: 2

Avaliação de Desempenho Natura

...1. Objetivos e Metodologia do Trabalho.............................................................. 3 2. Apresentação da Empresa: Natura................................................................... 4 3. Revisão Teórica.................................................................................................. 7 3.1 Business Performance Manegement: Current State of Art.................. 7 3.2 Modelo de Avaliação do Desempenho-Organizacional....................... 7 3.3 Balanced ScoreCard............................................................................. 13 3.4 Total Quality Mangement.................................................................... 17 3.5 Sustentabilidade................................................................................... 19 4. Modelo de avaliação de desempenho proposto........................................... 22 4.1 Modelo Inicial....................................................................................... 22 4.2 Modelo corrigido com gestor Natura.................................................. 26 4.3 Implementação.................................................................................... 27 5. Aplicação do modelo e análise........................................................................ 28 6. Conclusões, recomendações e Propostas..............................

Words: 10945 - Pages: 44